EDP Cool Jazz dá mais espaço à música portuguesa

  

DEAD-COMBO-FOTO-PROMO-1

Dead Combo e Elas e o Jazz (trio composto por Marta Hugon, Joana Machado e Mariana Norton), são os artistas que se juntam às sete noites de julho do EDP Cool JAzz.

Os Dead Combo apresentam o novo disco, 'Odeon Hotel', a 17 de julho, no Parque Marechal Carmona, enquanto que o trio Elas e o Jazz atua a 20 de julho, no Hipódromo Manuel Possolo. Eis as grandes novidades do cartaz do festival que decorre entre 11 e 31 de julho, em Cascais, naquele que é um «regresso à casa de partida». «A música portuguesa é muito importante», sublinha Karla Campos, diretora do festival. E por isso também Salvador Sobral marca presença, assumindo a curadoria de um espetáculo único, que tem como convidado Toty Sa Med, músico que combina os sons de Angola com a bossa nova brasileira.

Esta 15ª edição do evento «tem tudo para ser uma edição marcante», acredita a organização. Com nomes de luxo já avançados como David Byrne, Gregory Porter, Jessie Ware ou Norah Jones, o festival irá tomar o Parque Marechal Carmona e o Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais, como sua casa – «um cenário idílico e bem localizado, junto a uma das zonas mais características de Cascais, o Bairro dos Museus». Outros nomes como Jordan Rakei e BADBADNOTGOOD juntam-se a este cartaz para todas as idades. Como confessa Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, «com um cartaz assim fica difícil não sair de casa».

Van Morrison, que há mais de duas décadas na atua por cá e é «muito criterioso» na sua agenda de concertos, é outro dos destaques deste festival. O artista cederá uma guitarra assinada para um leilão online cujas receitas revertem a favor da CERCICA (Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais). A iniciativa decorre no âmbito do projeto Guitarra Solidária. A guitarra FENDER - Standard Stratocaster Maple Neck Black estará em leilão até 30 de junho, sendo o valor inicial de licitação de 600€. Para além, desta vertente social, o EDP Cool Jazz prima pela sua preocupação ambiental e esforço de sustentatibilidade. Nesse sentido, as pegadas ecológicas dos artistas são compensadas pela empresa de energia que patrocina o evento desde 2012.

Consulta todo o programa em: www.edpcooljazz.com