O início das atividades de ensino à distância em todas as escolas e cursos do IPS está agendado para o próximo dia 26 de março. Para o efeito, revela este politécnico, em comunicado, foi criado um grupo de trabalho que "definiu as condições técnicas e pedagógicas em que o regime alternativo de aprendizagem irá funcionar".

Uma das principais preocupações, explica a mesma fonte, centrou-se em manter, nesta nova modalidade, "uma das marcas distintivas do IPS: o ensino prático". Nesse sentido, criar as condições para que os estudantes tenham acesso a software específico em casa é um dos grandes objetivos desta equipa que integra docentes de todas as cinco escolas superiores.


Para além de aulas a distância, o Politécnico de Setúbal cria um novo canal de comunicação com estudantes, mantém consultas de apoio psicológico (sessão virtual) e institui regime de take away nos serviços de alimentação.



O Politécnico de Setúbal criou ainda um novo canal de comunicação entre os estudantes e a Divisão Académica, assegurando o atendimento à distância através de chat na plataforma Teams, de segunda a sexta-feira. Foram também mantidas todas as consultas de apoio psicológico, agora em regime de atendimento à distância (sessão virtual), para estudantes, trabalhadores docentes e não docentes.

No que toca aos serviços de alimentação, foi instituído o regime de take away, com entrega individual de refeições no refeitório e bares dos campi de Setúbal e do Barreiro, agora encerrados. Na Residência de Estudantes de Santiago, onde permanecem alojados 120 estudantes, estão a ser disponibilizadas diariamente refeições completas, sem qualquer custo.

 


Manter uma conduta de “muita vigilância e responsabilidade”, mas “sem alarmismos”, é o conselho deixado pelo presidente da instituição, Pedro Dominguinhos, em comunicado interno, lembrando que o IPS, “enquanto comunidade académica que vive para o desenvolvimento e melhoria contínua da sociedade, deve ser exemplar nesta matéria”.

 

 

 

Pin It